quarta-feira, 25 de agosto de 2010

AS "CHICAS BACANAS" (25/08)

As Chicas: Paula Leal, Fernanda Gonzaga, Amora Pera e Isadora Medella


Ao assistir o Som Brasil especial sobre Gonzaguinha (protagonista do post anterior, eleito pelo querido amigo Marcos Vieira), eu me deparei com essa que é uma das promessas que se cumprem na "moderna" música popular brasileira. As aspas se fazem necessárias pois o repertório das moças, apesar de eclético, nos remete a um quê de antiguidade feliz (até na versão de "Me Deixa", do Rappa). Alegria nas apresentações, suavidade nos nuances sonoros e muito, muito carisma. São AS CHICAS!
O grupo é formado pelas filhas de Gonzaguinha, Amora Pêra (filha também de Sandra Pêra) e Fernanda Gonzaga (filha apenas do mestre). Somam-se ainda ao quarteto Paula Leal e Isadora Medella. Na supracitada apresentação, o mulherio absorveu com profundidade todo o rico legado musical deixado pelo compositor e nos presenteou com uma emocionada performance, abrilhantada mais ainda pela participação de Simone. Como a opinião do povo é a que vale, no dia seguinte eram incontáveis os comentários elogiosos na internet sobre a apresentação do grupo, equivalendo-se à sintonia da fervorosa plateia que contemplou a gravação do programa. Todos respondendo com louvor a energia plantada pelas novas divas da MPB. Prata da boa.
As Chicas nos remetem à velha discussão sobre como está o rumo da música popular brasileira. Há um bom tempo não vemos lançados nomes que causem uma sensação de quase 'unanimidade" na aceitação como acontecia antigamente. Os tradicionalistas reagem mal à chamada "nova geração da MPB", mas com relação às Chicas, contudo, eu ouço comentários bem afáveis da velha guarda, dando a entender que elas passaram bem pelo filtro qualitativo dos mais exigentes consumidores da nossa música. Concordam ou não?




Barulhinho bom!


************************************

EU APENAS QUERIA QUE VOCÊ SOUBESSE
Gonzaguinha
As Chicas. Part. Simone


Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira

Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho

Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também

E que a atitude de recomeçar é todo dia toda hora
É se respeitar na sua força e fé
E se olhar bem fundo até o dedão do pé

Eu apenas queira que você soubesse
Que essa criança brinca nesta roda
E não teme o corte de novas feridas
Pois tem a saúde que aprendeu com a vida

Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira

Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho

Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também


TH - Eu também :)



5 comentários:

  1. Adorei As Chicas, é um estilo que me agrada! ;)

    ResponderExcluir
  2. Não faz muito meu estilo, mas cantam beM sim

    ResponderExcluir
  3. Esse é um estilo o qual muito curto!

    ResponderExcluir
  4. Poxa, TH...cada vez que eu entro aqui prá olhar uma nova postagem, é prá mim uma nova viagem!
    Eu pude assistir esse Som Brasil, q foi um presente dos deuses...(Simone na minha opinião é uma das maiores intérpretes de Gonzaguinha), qdo ela cantou Começaria Tudo Outra Vez com o Daniel, eu chorei... e as Chicas são maravilhosas, passam uma energia musical muito boa, comparada a um grupo musical q eu adorava e q sumiu da mídia, o Boca Livre. Obrigada por esse presente, TH!! Bjos.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...