sábado, 2 de julho de 2011

ARTISTA DO MÊS: IVAN LINS!

Tem clima de romance no ar!



Há meio que um consenso geral quando se diz que o Brasil é um pais de cantoras talentosas. De fato: nossas intérpretes são únicas e possuem uma potência artística como nunca se viu no mundo inteiro.
Porém, limitar o Brasil apenas a elas e esquecer nossos soberbes compositores, é um ato falho e tanto!
Tom Jobim, Vinícius de Morais, Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil...todos compositores genuinamente brasileiros, mas que, volta e meia, são lembrados e citados por admiradores de música de outros países.
Um deles, contudo, transcendeu demais a barreira tupiniquim e se firmou praticamente como um correspondente do Brasil da música internacional! Interessante constatar que a linguagem musical, independente de ritmo ou melodia, é uma das principais formas de comunicação entre indivíduos de países distintos e admiradores de boa música. Esperto, Ivan Lins, com sua sensibilidade, dom artístico, percepção musical quase inesgotável e, principalmente, seu piano, estabeleceu com talento este elo e hoje é um dos compositores brasileiros de maior sucesso mundial!

O EnTHulho Musical vai se conectar com o mundo atráves do cantor e compositor, em um mês inteirinho de merecidas homenagens!

"Ivan Lins é um dos compositores brasileiros mais gravados no exterior e também um dos mais aplaudidos por sua obra tão expressiva." Viviane Pires, jornalista!




[Biografia inspirada na da Enciclopédia da Música Brasileira]



Ivan Guimarães Lins nasceu no Rio de Janeiro em 16 de Junho de 1945. Filho do militar Geraldo Lins e de Leia Guimarães Lins. Aos dois anos de idade, mudou-se com a família para Massachusetts, EUA, ai permanecendo por três anos. De volta ao Brasil, foi matriculado no Colégio Militar, onde, aos 12 anos, teve seu primeiro contato com a musica, por intermédio da banda do colégio. Aos 18 anos, aprendeu piano de ouvido, passando a tocar jazz e bossa nova. Em 1968, chegou a final do Festival Universitário da TV Tupi com a musica Até o amanhecer (com Valdemar Correia). Formou-se em química industrial pela UFIU em 1969. Nesse mesmo ano, Elis Regina gravou com enorme êxito a canção Madalena (com Ronaldo Monteiro); e, em 1970, obteve o segundo lugar no V FIC cantando "O amor é o meu país" (com Ronaldo Monteiro), música usada nos aviões da Varig na subida a bordo dos passageiros de vôos internacionais.

Por essa época, foi convidado, com Aldir Blanc, Gonzaguinha e outros, para comandar o programa Som Livre Exportação, da TV Globo.
Em 1974 lançou o álbum Modo livre, pela RCA, com o sucesso "Abre alas", que inaugurava a parceria com o letrista Victor Martins. No ano seguinte, ainda pela RCA, lançou "Chama acesa". Em 1977 conseguiu outro grande sucesso com a musica "Somos todos iguais esta noite" (com Victor Martins), lançada em disco homônimo pela Odeon. No ano seguinte, lançou o LP "Nos dias de hoje" e, em 1979, "A noite", ambos pela Odeon. No inicio da década de 80, sua musica "Começar de novo" (composta em 1979, com Victor Martins) obteve êxito na interpretação de Simone. Na mesma ocasião, fez sucesso com o LP Novo tempo (Odeon). Transferiu-se em 1981 para a Polygram e lançou o disco "Daquilo que eu sei". Dois anos depois, gravou o LP "Depois dos temporais" (Polygram).

A partir de 1985, passou a gravar nos EUA e a realizar tournées internacionais. A repercussão alcançada o levou a criar uma editora nos EUA, a Dinorah Music, ligada a produtora de Quincy Jones. Com o reconhecimento internacional, suas musicas foram gravadas por George Benson, Sarah Vaughan, Ella Fitzgerald, entre outros. Em 1989 gravou pela WEA o disco Love dance, todo em inglês. Sua canção "Love Dance" é um dos hits mais gravados na música internacional! Nesse mesmo ano, lançou no Brasil o disco Amar assim (Polygram). Ao comemorar 20 anos de carreira, em 1990, realizou uma tourneé pelo Brasil e lançou o disco Ivan Lins: 20 anos (Som Livre). Criou em 1991 a gravadora Velas, graças ao amigo, parceiro e sócio Victor Martins, com o objetivo exclusivo de lançar novos talentos e de resgatar as raízes da musica brasileira. Como produtor e empresário, lançou cantores como Chico César, Lenine e Belô Veloso. Em 1993 lançou no Brasil e nos EUA, Japão e Europa, o CD Awa Yio, todo em parceria com Victor Martins, tendo a musica "Meu país" obtido grande sucesso. Em 1995 lançou o CD Anjo de mim (Velas), uma vez mais com músicas em parceria com Victor Martins. Fez bastante sucesso com a música de abertura da novela "História de Amor", de Manoel Carlos, "Lembra de Mim". No ano seguinte, gravou com a banda Irakere o disco "Ao vivo em Cuba". Em 1997 lançou o CD duplo Vivanoel - Tributo a Noel Rosa (Velas), com a participação de diversos convidados.

Na discografia recente de Ivan destacam-se: Jobiniando, um tributo ao maestro Tom Jobim; e Um Novo Tempo, só de canções natalinas. Isso sem falar no elogiado CD A Cor do Pôr-do-Sol, lançado no ano 2000.

"Seja em músicas de um 'sabor caribenho', como alguns críticos já disseram, seja naquelas românticas que chegam a atormentar a nossa alma, Ivan Lins, ao cantar, sempre aparece com sua voz suave. E, mais do que isso, ele sempre está encantando com seu carisma." Viviane Pires



Principais obras:


Modo livre [1974]
Amar Assim [1989]
20 Anos ao Vivo [1991]
Anjo de Mim [1995]
Viva Noel: Tributo a Noel Rosa [Triplo - 1997]

A Cor do Pôr do Sol [2000]

Cantando Histórias [2004]

Acariocando [2006]

Saudades de Casa [2007]



CURIOSIDADES SOBRE IVAN LINS:

- Ivan foi casado com a atriz e cantora Lucinha Lins. E seu fulho, Cláudio Lins, além de ator, também é cantor e, volta e meia, se apresenta junto ao pai, numa sintonia bastante sensível e afinada! Uma das famílias musicais brasileiras mais bem sucedidas!
- Em sua versão em CD, o álbum "Amar Assim" trouxe uma faixa-bônus, a instrumental "Fora da lei." Ela não havia entrado no LP original por problemas de espaço.
- Ivan Lins por pouco não teve uma versão em inglês de sua canção "Novo Tempo" incluída no álbum "Thriller" de Michael Jackson. Durante visita ao Brasil em 1980, Quincy Jones ouviu a canção e pediu autorização para escrever uma versão que seria apresentada a Jackson. Lins não lhe deu resposta e "Novo Tempo" foi excluída da pré-seleção de faixas para o álbum.


*************************************************************

ABAIXO, UM CURIOSO VÍDEO DE IVAN LINS, MOSTRANDO A MÚSICA "ANTES QUE SEJA TARDE", VIDEOCLIP APRESENTADO PELO FANTÁSTICO QUE MOSTRA CENAS DE IVAN COM SUA ENTÃO ESPOSA, LUCINHA LINS, NO FESTIVAL INTERNACIONAL DA CANÇÃO!





*************************************************************

DEPOIS DOS TEMPORAIS
Ivan Lins e Victor Martins

Sempre viveram no mesmo barco
Foram farinha do mesmo saco
Da mesma marinha, da mesma rainha
Sob a mesma bandeira
Tremulando no mastro
E assim foram seguindo os astros
Cortaram as amarras e os nós
Deixando pra trás o porto e o cais
Berrando até perder a voz
Em busca do imenso,
Do silêncio mais intenso
Que está depois dos temporais

E assim foram seguindo em frente
Fazendo amor pelos sete mares
Inchando a água de alga e peixe
Seguindo os ventos
As marés e as correntes
O caminho dos golfinhos
A trilha das baleias
E não havia arrecifes
Nem bancos de areia
Nem temores, nem mais dores
Não havia cansaço
Só havia, só havia azul e espaço


TH - Paz no coração e na alma!



11 comentários:

  1. Imagino que a escolha do Ivan Lins como o artista deste mês, ainda renderá críticas as mais diversas e divergentes possíveis. Eu o acho um artista excelente, se mantém há tantos anos entre os melhores, como bem exposto no texto acima, não por acaso... O cara sabe a que veio e não faz barganhas com a sua obra, é um dos tais que muito orgulham o nosso país. Esse mês promete grandes emoções, Thiago. Parabéns pela iniciativa!!!

    ResponderExcluir
  2. Por Pedro Lucena, via Facebook:

    Acho Ivan Lins um saco. Para mim ele é igual ao Oswaldo Montenegro. Bem eca!
    Outro que poderia entrar na lista é o marido da Glória Pires, o tal do Orlando Moraes. Por sinal, como a Glória Pires tem um péssimo gosto para escolher maridos cantores, né?
    A única coisa boa do Ivan era a Lucinha que eu lembro com carinho da minha infância. O resto, como diz a Sandra de Sá, "joga fora no lixo", inclusive o paspalhão do Fábio Jr.

    ResponderExcluir
  3. Por Grazi Ella, via Facebook:

    Por isso meu pai comenta que o Ivan Lins faz reações químicas musicais... rsrsrs... (já que ele era químico)
    ssa é a única lembrança que eu tenho do Ivan Lins mesmo... Meu pai torcendo o nariz e dizendo: "Ih! O cara que faz reações químicas tá cantando..."

    ResponderExcluir
  4. Por Ana Paula Calixto, via Facebook:

    Eu gosto do Ivan Lins, mas n muito. O jeito dele cantar me dá agonia.kkkkkkkkkkkkk...
    Bom, como maridos parece q a Lucinha se dá até bem. Tirando o detalhe do Fábio n conseguir se manter com ninguém, mas aí o problema é com ele, né! Agora, na escolha de cantores... N sei, mas vai ver q oq interessa a ela n é a voz deles!kkkkkkkkkkkk...

    ResponderExcluir
  5. Por Neusa Ribeiro Santos, via Facebook:

    "Apesar de respeitar as opiniões contrárias, devo dizer que Ivan Lins conquistou seu espaço desde o início de sua carreira, e é um dos maiores músicos e letristas da nossa MPB."

    ResponderExcluir
  6. Por Arquimedes Diniz, via Facebook:

    "Eu acho entediante o Ivan Lins, mas respeito o que ele fez pela música carioca, limito-me a considerá-lo nesse espaço geográfico. Apesar das referências internacionais citadas no texto. Bom trabalho de pesquisa TH!"

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente adoooro Ivan Lins!
    Gosto tanto q não sou capaz de dizer qual é sua melhor composição. Então vou citar 3 q realmente me tocam: "Saindo de mim", "Vitoriosa" e "Vieste" (muito linda... Vieste na hora exata
    Com ares de festa e luas de prata
    Vieste com encantos, vieste com beijos silvestres colhidos prá mim
    Vieste com a natureza
    Com as mãos camponesas plantadas em mim
    Vieste com a cara e a coragem
    Com malas, viagens, prá dentro de mim
    Meu amor...)
    Valeu TH, do meu ponto de vista o artista do mês só merece aplausos. Bjo.

    ResponderExcluir
  8. Justíssima homenagem! Ivan é excelente compositor e cantor. Dono de um dos melhores repertórios da MPB e nem sempre lembrado e homenageado como deveria!
    Ótima lembrança, THzinho!

    ResponderExcluir
  9. Thiago Quintanilha prevendo que essa canção seria tema de "O astro". Ahazô, amigo! ;)

    ResponderExcluir
  10. Ivan Lins é excelente! Linda essa homenagem!

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...