domingo, 18 de dezembro de 2016

TOPTULHO MUSICAL # 106! (ESPECIAL CÁSSIA ELLER!)




Para quem a tinha como ídolo absoluto na adolescência, Dezembro se tornou um mês um tanto doído desde sua morte, há 15 anos. Aliás, ela nasceu nesse mês também (dia 10 ela teria feito 54 anos). Não há como dissociá-lo de sua saudosa figura...

Ainda sinto muita falta...ainda sinto que ela teria uma carreira bem mais estelar se tivesse continuado (às vezes, tenho a impressão que mais ainda que Elis Regina, mas não quero promover polêmica hoje...). Gostava do seu timbre. De suas interpretações (ela se apoderava da música como ninguém, parecia que tinha saído dela a composição). Gostava de sua atitude (que era uma defesa de seu temperamento mais tímido e retraído, como se vê nos documentários por aí). 

Tava louco pra apresentar um TopTulho só dela, e nesse Dezembro de 2016, finalmente consegui! Antes, vamos relembrar o que o EnTHulho Musical já falou da nossa eterna garotinha, há cinco anos (Dezembro de 2011): 

Cássia Eller representava com propriedade algo curioso no universo da música brasileira. Surgida em plena década de 90, ela quebrava os paradigmas da boa-mocice careta que a década de 80 tinha imposto aos cantores de "MPB". Tirando o rock nacional, a ousadia de cantores-solo tinha se esvaído, e a lacuna dessa necessidade havia de ser preenchida. 

Eu não considero Cássia uma cantora de rock. Possuía atitude estereotipada, peitão à mostra, palavrão e carão, porém muitos roqueiros torciam a cara pra ela, pois agradava em cheio os consumidores de MPB cult, em primeiro lugar. Como eu sou e continuarei contrário a rótulos, nós não perdemos uma roqueira ou uma cantora de MPB. Perdemos uma diva, uma dama da música tupiniquim, que encontrou com dificuldade o sucesso e quando o alcançou, morreu no auge. E ousava. Ousava como ninguém. Não tinha rabo preso com gravadoras, preferindo sempre interpretar aquilo que acreditava ao invés de rápidos sucessos comerciais. Não chocava gratuitamente - sua postura às vezes agressiva tinha como único condão mascarar artisticamente sua timidez, tão conhecida por gente que a tinha "de perto". Tê-la de perto...fico a imaginar quão sortudos foram aqueles que conseguiam ter Cássia de pertinho, pois nas entrevistas e extras de DVDS, sempre tive a impressão de que era uma pessoa sensível e culta, contrariando as opiniões discordantes que insistem em analisá-la superfluamente, baseadas nas caras e bocas com as quais se apresentava publicamente.

Cássia entrou na minha vida em 1994, quando ouvi sua potente versão de "Partners", na trilha sonora da novela Pátria Minha. Pouco tempo depois, fiquei pasmo ao ver alguém destruindo - no bom sentido - a música "Por Enquanto", do Legião Urbana (que fechava com chave de ouro o primeiro disco da banda, e era uma de minhas preferidas). A versão da Cássia absteve-se de qualquer regra musical ou rigor formal - começava com um sonoro "I've got a feelling, a feelling deep inside, oh yeah, oh yeah" - dos Beatles. Pensava: "como pode estar tão rica sendo tão irregular?". A resposta estava na voz. A voz de Cássia era única na música brasileira. Daquelas inconfundíveis, inimitáveis. Trovejava quando necessário e emocionava quando quase sussurrava. Rouquinha. Indefectível...às vezes delimitava mais o tom do que os acordeons, violões, violinos...era a maestra absoluta. 

Toca conhecer sua carreira nos pormenores. A fase Cazuza - a que menos prefiro - representa ainda assim a ousadia branca de uma cantora que queria porque queria homenagear seu ídolo. Suas maiores joias - "Com Você, Meu Mundo Ficaria Completo" (1999) e o póstumo "10 de Dezembro" (2002), mostram uma intérprete madura, fascinante e, porque não dizer, áspera. Já figurava fácil dentre minhas favoritas.

29 de Dezembro de 2001. O disco do ano era inevitavelmente o Acústico MTV Cássia Eller, o melhor da série de acústicos da emissora, na minha opinião. De Riachão a Nação Zumbi, Cássia conseguia mostrar uma faceta mais light da demonstrada nos discos anteriores, e ganhou público e crítica. E eu estava justamente ouvindo sua versão de "Luz do Sol" quando recebo a ligação de um amigo: "ela se foi". Parecia um parente próximo, parecia um conhecido. Era mais que isso. Uma confidente que, com suas interpretações, preenchia não apenas um vazio na música brasileira na época, mas em meu coração.

Vieram as homenagens póstumas oportunistas, os "fãs de início de carreira inveterados, os cults que torciam antes a cara que se renderam a seu fascínio, os inúmeros hits antes ignorados estourando nas rádios...e também os que falaram mal e maldiziam usuários de drogas, até achando que o acontecido tinha sido "bem feito" e por obra de Deus. Alheio a tudo isso, só me entristecia com a falta de minha tão antiga correspondente, lamentando que trilharia hoje, certamente, uma carreira rica e cada vez mais competente....Agora mesmo, sinto uma angústia profunda, inexplicável. 


O TopTulho agora presta a merecida homenagem a esse ícone da música brasileira, apresentando as preferidas na opinião dos internautas. Agradeço demais o ótimo resultado e espero continuar contando com a ajuda de vocês nos TopTulhos de 2017! ;)

TOPTULHO ESPECIAL CÁSSIA ELLER!

1) O SEGUNDO SOL (Álbum "Com Você, Meu Mundo Ficaria Completo", de 1999)
2) RELICÁRIO (Com Nando Reis) (Álbum "Acústico MTV, de 2001)
3) MALANDRAGEM (Álbum "Cássia Eller", de 1994)
4) PALAVRAS AO VENTO (Álbum "Com Você, Meu Mundo Ficaria Completo", de 1999)
5) POR ENQUANTO (Álbum "Cássia Eller", de 1990)
6) ALL STAR (Álbum "Dez De Dezembro", de 2002)
7) MILAGREIRO (Com Djavan) (Álbum "Milagreiro", de Djavan, de 2001)
8) COM VOCÊ, MEU MUNDO FICARIA COMPLETO (Álbum "Com Você, Meu Mundo Ficaria Completo", de 1999)
9) PÉTALA (Álbum "Cássia Eller", de 1994)
10) NO RECREIO (Álbum "Dez De Dezembro", de 2002)
11) SATISFACTION/A RAINHA DA NOITE (Com Edson Cordeiro) (Disco "Edson Cordeiro", de 1992)
12) PARTNERS (Álbum "Cássia Eller", de 1994)
13) E.C.T. (Álbum "Cássia Eller", de 1994)
14) NON JE NE REGRETTE RIEN (Álbum "Acústico MTV, de 2001)
15) PARTIDO ALTO (Álbum "Acústico MTV, de 2001)
16) LUZ DOS OLHOS (Álbum "Acústico MTV, de 2001)
17) 1º DE JULHO (Álbum "Cássia Eller", de 1994)
18) TOP TOP (Álbum "Acústico MTV, de 2001)
19) AS COISAS TÃO MAIS LINDAS (Álbum "Com Você, Meu Mundo Ficaria Completo", de 1999)
20) RUBENS (Álbum "Cássia Eller", de 1990)

TAMBÉM FORAM VOTADAS:

21) TODA VEZ QUE EU DIGO ADEUS
22) VOCÊ PASSA, EU ACHO GRAÇA
23) MR. SCARECROW (Com Herbert Vianna)
24) LUZ DEL FUEGO (Com Rita Lee)
25) TRY A LITTLE TENDERNESS
26) BLUES DA PIEDADE
27) LANTERNA DOS AFOGADOS
28) JUVENTUDE TRANSVIADA
29) QUE O DEUS VENHA
30) SOCORRO
31) NÓS
32) MAPA DO MEU NADA
33) DE ESQUINA (Com Xis)
34) VÁ MORAR COM O DIABO
35) QUEREMOS SABER
36) MIS PENAS LLORABA YO/SOY GITANO
37) UM TIRO NO CORAÇÃO (Com Sandra De Sá)
38) CORONÉ ANTÔNIO BENTO
39) GATAS EXTRAORDINÁRIAS
40) EU QUERIA SER A CÁSSIA ELLER
41) TODO AMOR QUE HOUVER NESSA VIDA
42) APRENDIZ DE FEITICEIRO
43) A CUCA TE PEGA
44) TEU BEM
45) MALUCA
46) NA CADÊNCIA DO SAMBA
47) NÃO DEIXE O SAMBA MORRER (Com Alcione)
48) WOMAN IS THE NIGGER OF THE WORLD
49) QUANDO A MARÉ ENCHER (Com Nação Zumbi) 
50) SMELLS LIKE TEEN SPIRIT

MÚSICAS RELEVANTES NÃO VOTADAS

ADMIRÁVEL GADO NOVO
BETE BALANÇO
BOBAGEM
BRASIL
ELEANOR RIGBY
EU SEI
EU SOU NEGUINHA
FIZ O QUE PUDE (Com Gilberto Gil)
GET BACK (Com Zélia Duncan)
HEAR MY TRAIN A COMING
IF SIX WERE NINE
O MARGINAL
METRÔ LINHA 743
MÚSICA URBANA 2
NADA VAI MUDAR ISSO (Com Fabão)
NENHUM ROBERTO
POLLY
POR QUE QUE A GENTE É ASSIM
PRO DIA NASCER FELIZ
SÓ SE FOR A DOIS
TODAS AS MULHERES DO MUNDO
UM BRANCO, UM XIS, UM ZERO
VILA DO SOSSEGO

Muito bem!! Belíssimo passeio na trajetória dessa saudosa cantora, que encontrou o ponto alto com, segundo vocês, a bela e hermética composição de Nando Reis, "O Segundo Sol", lançamento de 1999 e que tem um clipe belíssimo, que vocês conferem...AGORA!!




O SEGUNDO SOL
Nando Reis

Quando o segundo sol chegar
Para realinhar as órbitas dos planetas
Derrubando com assombro exemplar
O que os astrônomos diriam se tratar
De um outro cometa

Quando o segundo sol chegar
Para realinhar as órbitas dos planetas
Derrubando com assombro exemplar
O que os astrônomos diriam se tratar
De um outro cometa

Não digo que não me surpreendi
Antes que eu visse, você disse e eu não pude
acreditar
Mas você pode ter certeza
De que o seu telefone irá tocar
Em sua nova casa que abriga agora a trilha
Incluída nessa minha conversão

Eu só queria te contar
Que eu fui la fora e vi dois sóis num dia
E a vida que ardia sem explicação

Quando o segundo sol chegar
Para realinhar as órbitas dos planetas
Derrubando com assombro exemplar
O que os astrônomos diriam se tratar
De um outro cometa

Não digo que não me surpreendi
Antes que eu visse, você disse e eu não pude
acreditar
Mas você pode ter certeza
De que o seu telefone irá tocar
Em sua nova casa que abriga agora a trilha
Incluída nessa minha conversão

Eu só queria te contar
Que eu fui la fora e vi dois sóis num dia
E a vida que ardia sem explicação

Seu telefone irá tocar
Em sua nova casa que abriga agora a trilha
Incluída nessa minha conversão

Eu só queria te contar
Que eu fui lá fora e vi dois sóis num dia
E a vida que ardia sem explicação

Explicação
Não tem explicação
Explicação, não
Não tem explicação
Explicação, não tem
Não tem explicação
Explicação
Não tem explicação
Não tem, não tem...


video


Não tem mesmo explicação...mas ainda tem mais Cássia Eller, ainda tem Nando Reis no...



Chegamos ao último TopTulho do ano de 2016! Ao longo desses 12 meses, você acompanhou o que houve de lançamento da MPB neste ano, e torcemos para que a seção permaneça em 2017!

Semana que vem irá ao ar o já tradicional TopTulho Especial - As 100 Mais, agora, com tudo o que rolou em 2016 nas principais mídias especializadas que não representem Funk ou Sertanejo Universitário. Infelizmente, é preciso separar esses estilos dos demais pra vocês também poderem se deliciar com outro tipo de música que não seja o que se toca à exaustão nas rádios populares!

Mas enquanto não chega o especial, fiquemos com essa Edição 106! Se você achou que o especial de Cássia Eller foi pouco, saiba que nessa semana foi lançado mais um single póstumo: a parceria dela com Simone Saback, com a música "Mãos Atadas', que estreia em nossa parada na posição 16, no lugar de Filipe Catto, que infelizmente nos deixou. Já o primeiro lugar volta a ser ocupado por Maria Bethânia com a bela "Era Pra Ser", desbancando "Fominha", da Blitz com Zeca Pagodinho!

(Aliás, uma curiosidade adicional sobre a edição de hoje: metade das músicas, ou seja, dez, mantiveram a mesma posição da semana anterior. Logo, uma parada "parada")

E pra coroar esse dia tão Cássia Eller, fica homenageado sua cara-metade: o super Nando Reis, que é destaque com a música "Só Posso Dizer", já há 11 semanas conosco, alcançando hoje a medalha de prata!

É razoável dizer que Nando Reis e Cássia Eller construíram as carreiras solo um do outro! Um sem o outro não existiria! Então, nada mais justo que dar a voz ao cara, o que melhor letrou a voz contundente de Cássia ao longo de sua trajetória!

Fiquem em paz!!

TOPTULHO MUSICAL - EDIÇÃO # 106 - 18/12/2016

1) MARIA BETHÂNIA - Era Pra Ser (+1) (8 Semanas)      
2) NANDO REIS - Só Posso Dizer (+1) (11 Semanas)    
3) BLITZ & ZECA PAGODINHO - Fominha (-2) (6 Semanas) 
4) ANA CAROLINA - Se Manca (+1) (10 Semanas)  
5) BABY DO BRASIL - Malandro (-2) (10 Semanas) 
6) TIAGO IORC - Coisa Linda (=) (14 Semanas)  
7) ANAVITÓRIA - Agora Eu Quero Ir (=) (8 Semanas)  
8) ARTHUR AGUIAR - A Flor (=) (5 Semanas)
9) TIÊ - Onde Está O Amor? (=) (7 Semanas)
10) PONTO DE EQUILÍBRIO & IVETE SANGALO - Estar Com Você (=) (7 Semanas) 
11) DANIELA MERCURY - Meu Plano (+1) (6 Semanas)     
12) PITTY - Dê Um Rolê (+4) (2 Semanas)
13) SILVA - Feliz e Ponto (=) (4 Semanas)
14) LINIKER E OS CARAMELOWS - Zero (=) (3 Semanas)
15) LINEKER - Alguém Segure Esse Homem (=) (6 Semanas)
16) SIMONE SABACK & CÁSSIA ELLER - Mãos Atadas (ESTREIA)
17) MARTINHO DA VILA - Amanhã É Sábado (+1) (2 Semanas)
18) DIOGO NOGUEIRA - Sangrando (-7) (13 Semanas)  
19) ALINE MUNIZ - Eu, Você e Mais Ninguém (=) (3 Semanas)
20) CASSIANO ANDRADE - Deveria Ser (=) (2 Semanas)

Sai:

FILIPE CATTO - Depois De Amanhã (10 Semanas. Maior posição: 05)


SÓ POSSO DIZER
Nando Reis

Cada um de nós tem o seu próprio jeito de ser
Mas tudo que foi feito
Só fizemos juntos
Porque você ouviu a minha, e eu, a sua voz
Tudo que dissemos sempre teve efeito mas sobra
Um ou outro aspecto
E o inverso do direito é a busca do desejo sem culpa

Protegem as flores
Seus espinhos
Preferem os cactus
Que a solidão da noite assista a flor
Quando se abre

Mas eu só posso dizer
Que eu só fico bem ao seu lado
Eu já tentei outro alguém
Mas não consigo dormir sem seus braços

Vou dizer
Que eu só fico bem ao seu lado
Eu já tentei com outro alguém
Mas não consigo dormir

Cada um de nós tem um enorme respeito e após
Todo esse tempo
Que estivemos juntos
Você lutou por mim, e eu por você
Tudo que enfrentamos sempre demos um jeito tão nosso
É isso que eu adoro
E o inverno é o silêncio
É quando a terra aguarda


TH - Façam suas apostas pra quem vai vencer o Top100 de 2016 semana que vem!! ;)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...