quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

MEMÓRIA MUSICAL AFETIVA: A DESPEDIDA!



Nenhuma explicação...
Só sentimentos.
Bem diversos, diga-se de passagem: saudosismo, apreensão, empolgação, felicidade, tristezas...
Piscianos não curtem muito mudanças, mas usam e abusam de seu potencial de adaptabilidade também.
A música a seguir é meio que um hino do local: não há maceioense que não sinta aquele orgulhinho brotando no peito ao ouvi-la, esteja onde estiver. Não é uma música-homenagem tão conhecida como "Aquele Abraço" do Gil (RJ), "Leão do Norte", do Lenine (PE) ou "Sampa", do Caetano (SP), mas não importa: é de coração também!
Um beijo, minha querida e acolhedora Maceió: paraíso das águas e de belissimas paisagens. Fará muita falta!





******************************************

MEDLEY: MINHA SEREIA / ESTRELA COR DE AREIA
Carlos Moura
Interpretação: Dudel


Mergulhar no azul piscina
Do mar de Pajuçara
Deixar o sol bater no rosto
Ah que gosto que dá!

E as jangadas partindo pra o mar
A pescar minha sereia
Maceió, minha sereia...

...

É do mar é do mar
estrela cor de areia
É do mar é do mar
cortado de lua cheia

Nas asas de Garça Torta
vou a Paripueira
no Riacho que é Doce
tapioca Ipioca

Massa ver Massagueira
Ilha da fantasia
Ver o nascer do dia
Em Maceió
Em Maceió
Em Maceió
Em Maceió...



TH - Primeiro post direto de Sampa!



9 comentários:

  1. É o grande medo que tenho. Deixar essa terra a saudade todo dia bater forte. Mas nao acho que saudade seja um sentimento ruim, afinal só sentimos ela com coisas boas. Mudanças sempre vão haver em nossas vidas, lidar com a saudade e tranformar isso num ponto positivo deve ser trabalhoso mas imagino que qundo feito deve ser muito gostoso. Sucesso na sua nova fase.Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Epa... ja estas na terra da garoa pelo post!! Sucesso Thi, vc mereçe!!!!

    ResponderExcluir
  3. Ah e sobre saudade de nossa terra, te dou so uma dica... o toque do meu cel, começa com Claudia Leite gritando: "Maceio, minha sereia..."

    ResponderExcluir
  4. Sucesso nessa nova fase, TH!
    JUÍZO!

    ResponderExcluir
  5. Um cenário encantador, sem dúvidas, há de deixar lacunas imensas para a saudade preencher e eternizar... Pessoas, lembranças, momentos, tudo isso vem junto, na bagagem, e vira alimento quando chega a hora de buscar forças para continuar indo adiante.
    Embora de uma beleza modernista, bem menos óbvia, o novo cenário oferece muitas coisas boas, também.
    E é surpreendentemente acolhedor.
    Inexplicavelmente rico.
    Suspirantemente delicioso.
    Welcome to a brand new season!

    ResponderExcluir
  6. O bom disso tudo é poder olhar pra traz, e ver os degraus escalados. Deitar no travesseiro à noite e sentir toda alegria, encantos e todas as fases que passaram, mas, passaram, e agora é olhar pra frente, investir em novos planos, conquistar etapas. E espero que um dia possamos nos sentar numa mesa de bar, e passar horas rindo e sentindo todo o passado bom. Não desejo sucesso pq isso vc já tem, só desejo que seja ainda mais feliz. Não esqueça que existem pessoas que torcem por vc, mas que sempre podem te rever. Curta, curta, curta, pq a vida é isso. Um abraço grande.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. "Mergulhar
    No azul piscina
    Do mar de Pajuçara
    Deixar o sol bater no meu rosto
    Ai, que gosto me dá."

    Em 1984 eu morava em Recife e naquela época não tínhamos muito o que fazer dentro de casa, só tinha a televisão e a piscina de lazer. Então a auxiliar deixava o rádio ligado o dia inteiro. Eu ouvia muitas vezes "Minha Sereia", aos 9 anos, tocar entre uma hit de trilha de novela e outro na Rádio Caetés FM.

    Em 1997, depois de ter feito dois grandes amigos alagoanos no Rio, eu fui convidado a conhecer a cidade, com hospedagem maceioense. Quanta coisa boa. Eu nçao esqueço de que portava um aparelho de toca-fita, fone de ouvido e o CD "Luz do Equador" (1992) gravado numa fita K7.

    Pajuçara é linda mas me pareceu a triste Copacabana, dominada pelo lado sombrio do homem e do comércio. Pareceu um lugar perigoso, com muitos turistas estrangeiros. Da Ponta Verde pra cima tudo fica muito chique. Já fui andando até a casa de uma amiga carioca na Garça Torta.

    Gostei do revival nordestino, já baixei o vídeo pra eu me distrair de vez em quando e me lembrar de dois verões inesquecíveis na capital das Alagoas.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...