quarta-feira, 7 de setembro de 2011

LISTA: 20 BAFÕES DA MÚSICA BRASILEIRA! Parte II


Ídolos são pessoas super transadas, que não pagam contas ou exalam gases mal cheirosos, além de nunca serem atingidos por nenhum tipo de intriga ou falatório da oposição, correto?
Super errado! Ídolos são tão mais humanos do que se pensa, e cometem tantos deslizes como qualquer mero mortal. O problema é que sobre eles os passos em falso repercutem com bem mais força e maldade...A "imprensa brasileira" A-MA difamações em cima de monstros sagrados, quando se esquece de que, a despeito do manto da fama, são tão mortais e cometem tantos fatos estranhos como qualquer um!
A primeira versão dessa lista, publicada em 02/09/2010 (clique aqui) foi um grande sucesso do blog, e requeria uma continuação há tempos. Nada melhor do que estrear a nova programação do EnTHulho com mais 20 deslizes musicais brasileiros, pra entreter e divertir!

Não é maldade. É diversão!



1) VERSÕES TUPINIQUINS PARA CLÁSSICOS INTERNACIONAIS!

Dói. Dói bastante!
Sobretudo quando artistas tão talentosos e inteligentes como os brasileiros deixam a preguiça imperar e buscam sonoridades já consolidadas no mercado internacional para fazer versões exdrúxulas delas! Para exemplificar: Nenhum de Nós fez "O Astronauta de Mármore", sua constrangedora versão para "Starman", de David Bowie, cometendo até erros de português ("sempre estar lá, e ver ele voltar!"); Kiko Zambianchi detonou "Hey Jude" dos Beatles e ainda perguntou "pra que chorar"; Lulu Santos fez uma releitura de "I'm A Believer", dos Monkees associando "amor" e "requeijão", dentre muitas mais! Medalha de ouro pra falta de criatividade brasileira!
Abaixo, uma listinha rápida de algumas dessas (a) versões!

SANDY E JUNIOR - Imortal ("Immortality", de Celine Dion - "O que é imortal, não morre no final!");
GILBERTO GIL - Não chores mais ("No Woman No Cry, de Bob Marley - "Não, não chores mais"!);
YAHOO - Mordida de Amor ("Love Bites", de Def Lepard - "Eu não quero tocar em você, oh babeeee");
SIMONY - Acho que sou louca ("I Should Be So Lucky", de Kylie Minogue - "Acho que sou louca, louca, louca louca");
RITA LEE - Tudo por amor ("Can't By Me Love", dos Beatles);
ANGÉLICA - Se a gente se entender ("Linger", dos Cranberries);
ZÉ RAMALHO - Bate Bate Bate na porta do céu ("Knockin' On The Heaven's Door", do Bob Dylan);
LÉO JAIME - Solange ("So Lonely", do The Police)
E por aí segue...!


2) O BLOGUE DA BETHÂNIA

Fez um ruído daqueles!
O fato do Ministério da Cultura ter autorizado a cantora Maria Bethânia a captar R$ 1300000,00 para ela montar um blog para divulgar poesias com vídeos gratuitos chamou a atenção da imprensa e de vários internautas, gerando protestos dos mais inflamados contra a cantora. Um vídeo de um internauta xingando-a de vagabunda ganhou força na polêmica!


COMENTÁRIO DE TH:
Há exagero de todos os lados. Sejam nas reações agressivas dos internautas quanto no valor a ser captado para fazer o tal blogue. Eu faço o EnTHulho de graça e ele é ótimo! :P


3) PANDEIRADA DE AMOR!

Paula Toller e Leoni já estiveram na primeira versão dos bafões, mas o casal merece repeteco! Segundo o Almanaque dos anos 80 (Luiz André Alzer e Mariana Claudino), o casal chegou às vias de fato na seguinte situação: no dia 23 de Fevereiro de 1986, em pleno show Cidade Live in concert, no Rio de Janeiro, o Kid Abelha foi convidado a participar do show de Léo Jaime, e Leoni (então separado de Paula, que estava com Herbert Vianna) ficou de fora. O cantor foi tirar satisfações e acabou em barraco, com Paula acertando um pandeiro na cara dele. Além dos hematomas, gerou a saída definitiva de Leoni do grupo!

COMENTÁRIO DE TH: ...de lá ele formou o "HERÓIS DA RESISTÊNCIA" e resistiu como pôde, até a sua agradável carreira-solo!


4) O RETORNO DO FALASTRÃO

Sim, ele também esteve presente na primeira versão dos bafões, mas fazer o que se continuou falando besteira?
Parece que Ed Motta não tinha dimensão do poder de suas palavras nas redes sociais e gerou uma polêmica muito mais forte do que se imaginava ao proferir blasfêmias machistas no Facebook. O cantor, compositor, audiófilo e apreciador dos bons vinhos falou mal de Caetano Veloso, Lenine e demostrou toda sua ignorância ao se queixar da feiúra das brasileiras. Procurado pra se explicar, Ed reconheceu os comentários infelizes, porém disse que era algo que todo mundo falava, seja em bares ou conversas de amigos. Nota: o que mais pesou (sem referências ao ilustre) foram seus comentários sobre Paula Toller: "Mulher feia tem que ser mega competente (risos). Se não, é Paula Toller nas cabeças (risos)"

COMENTÁRIO DE TH: Bom gosto musical é prejudicado por mentalidade pequena e arrogância.


5) GAL CHAMA OS BAIANOS DE PREGUIÇOSOS!

O Twitter, aquele lindo!
Grande revelador da real face dos artistas, que se juntam aos normais e comentam "amenidades" de seu dia-a-dia. Gal cometeu a "banalidade" de falar mal de trabalhadores conterrâneos seus (instaladores de ar-condicionado), reclamando da ineficácia e julgando-se no direito de falar, já que também é fruto da Bahia. Resultado: acarretou uma revolta tão grande que ocasionou sua exclusão voluntária da rede social. E, de quebra, alguns pontos a menos diante do público...

COMENTÁRIO DE TH: Tristes aqueles que tem decepções com a "realidade" que os artistas mostram em suas manifestações públicas!


6) E AS "LOBADAS"?

Lobão sempre foi conhecido por suas opiniões ferinas e aclamado pelas mesmas. Talvez a veia crítica do cantor chame mais atenção até do que sua contribuição ao rock nacional. Recentemente, ele foi aplaudido por falar mal de porcarias comerciais descartáveis como Fiuk, Restart e Luan Santana, mas o roqueiro canino já emitiu opiniões bem mais polêmicas - já falou mal publicamente de Chico Buarque e da Bossa Nova e isso ganhou notoriedade na internet: “Ele faz uma música anêmica, sem energia, sem vivacidade, parece que precisa tomar soro. A Bossa Nova é a mesma coisa, uma música easy listening, que toca em loja de departamento quando a gente vai comprar uma meia”, disse na ocasião. Ainda sobre o cantor, seria mito ou realidade? Numa entrevista a Clodovil, o estilista teria colocado-o na parede: "Olhe para a lente da verdade e responda: há quanto tempo você cheira?" Lobão: "O mesmo tempo que você dá o %$*&%..."

COMENTÁRIO DE TH: Chico tem bem mais a falar mal de Lobão que o contrário. Já a resposta a Clodovil, se verídica, me deixou em extase!


7) CHICO BUARQUE, O "EXEMPLO"

O fato chamou a atenção da imprensa em 2005: Chico Buarque - o exemplo-mor do eu-lírico feminino, gentleman absoluto que entende como ninguém o universo das mulheres deu uma forcinha no relacionamento da fotógrafa Celina Sjostedt. O cantor foi visto aos beijos com ela, que era casada com Ricardo Sjostedt. O marido traído, contudo, perdoou a mulher: "Não foi traição. Fui o primeiro a saber de tudo: ela me ligou, disse que tinha encontrado e beijado o Chico, mas que não era namorada dele. Foi uma coisa daquele momento. Um impulso que ela não conseguiu controlar. Falei: “Pô, Celina, de novo?", disse Ricardo, em entrevista à revista 'Quem".

COMENTÁRIO DE TH: Chico não se manifestou, mas a imagem de malandrão carioca quase arranhou sua genialidade literária.


8) PAULINHO DA VIOLA TEM SUA SERIEDADE VIOLADA

Paulinho da Viola sempre foi conhecido por sua postura de seriedade e comprometimento com a música, afastando-se dos holofotes que intentam com sua vida particular. Uma ocasião, contudo, o fez sair do sério fácil: lá pelo meio da década de 90, a prefeitura do Rio de Janeiro resolveu promover um show (de reveillon, salvo engano) e pagou em dobro o valor do cachê de Paulinho para Chico Buarque e Caetano Veloso.
Sentindo-se desprestigiado, Paulinho botou a boca no trombone (sem trocadilhos) e pegou mal para Chico e Caetano que receberam a grana e ficaram calados. Anos depois, Chico escreveu publicamente sobre o ocorrido, lamentando a chateação do amigo. E ficou por isso mesmo.


COMENTÁRIO DE TH: Por que cachês tão diferentes, afinal? Total apoio a Paulinho!


9) PROCURA-SE: BELCHIOR!

Apertem os cintos: o piloto do "medo de avião" desapareceu! O primo de segundo grau Robério Belchior, em 2007 deu a sentença: "Belchior encerrou a carreira. Está bem de saúde, de finanças, mas decidiu não gravar mais ou fazer shows. Há mais de um ano que nem nós, da família, temos contato com ele. Deve ter sido coisa de sua cabeça". Na ocasião, ele tinha sido visto publicamente pela última vez dando uma palhinha num show de Tom Zé. Devido a uma matéria sensacionalista do Fantástico, ele ficou sabendo do "sumiço" e "reapareceu": estava no Uruguai! Em reportagem ao mesmo programa, Belchior disse que nunca pensou estar 'desaparecido' e soube pela internet que havia se transformado em uma espécie de 'procurado número 1' no Brasil.

COMENTÁRIO DE TH: Nada passou de um susto prejudicado por sensacionalismo. E muitos taxaram o episódio de oportunismo, opinião da qual não partilho.


10) O OLHO QUE FALTAVA...

Propícia pro novo enfoque "olhos" do EnTHulho, porém a capa não representa necessariamente um olho...e também não o que você está pensando! O irreverente Tom Zé quis atacar a ditadura com uma capa que representava uma bolinha de gude cravada no ânus de uma modelo.
A capa foi concebida pelo poeta concretista Décio Pignatari. Entretanto, a ideia não foi concretizada devido à dificuldade encontrada no momento de fazer a produção fotográfica. Assim, a solução encontrada foi a de colocar a tal bolinha na boca da moça.

COMENTÁRIO DE TH: No dos outros é refresco...e ninguém me tira da cachola que a foto representa mesmo um c...


11) E EXISTIU MESMO A TAL RIVALIDADE ENTRE O MITO E A ENTIDADE?

Duas das maiores cantoras de nossa música brasileira são acusadas de terem gênios complemente fortes e de não terem se bicado. Entre lendas e verdades, uma certeza temos: queríamos muito presenciar um registro de dueto entre Elis Regina e Maria Bethânia, seria daqueles eventos que entrariam pra história! Algo mais próximo disso foi no especial global Mulher 80, onde dividiram a cena com várias outras cantoras como Rita Lee, Joanna, Fafá de Belém, Simone...e evitaram darem os braços no número final da ciranda (deram meia-volta!)

COMENTÁRIO DE TH: Acredito que houve sim uma rivalidade bem forte entre Elis e Bethânia, apesar de já ler elogios mútuos de ambas, sobretudo os póstumos. Bethânia, que regravou "Romaria", deixou claro que sua versão é quase uma oração, mas que a cantada por Elis é irretocável e eterna!



12) E FALANDO NA PIMENTINHA...

Elis permanece viva até hoje, às vésperas de completar 30 anos de sua morte, não só por suas interpretações magistrais, como também por suas alfinetadas políticas em plena época da ditadura. Uma, contudo, merece mais destaque: no auge do regime militar, a nossa querida pimentinha foi convocada (o termo é esse) para cantar o “Hino Nacional” nas Olimpíadas do Exército, em homenagem ao Sesquicentenário da Independência (1972). O cartunista Henfil, indignado, “enterrou” Elis no cemitério dos mortos-vivos com o qual, no jornal Pasquim, atacava quem aderia à ditadura. Ela protestou contra seu enterro, em entrevista ao Jornal do Brasil. Resultado: foi enterrada de novo. Só cinco anos mais tarde, cartunista e cantora voltaram às boas, num jantar após uma apresentação do show Falso Brilhante.

COMENTÁRIO DE TH: É essa postura que sinto falta nas cantoras atuais.


13) A REVOLTA DAS SÚDITAS ESQUECIDAS

2009 marcou uma comemoração clássica na música brasileira: 50 anos de Roberto Carlos! Os festejos foram celebrados com um especial memorável, com participação de vários nomes femininos de peso de nossa MPB (e Hebe Camargo de penetra!). Na edição, segundo explicações da Globo, por motivos artísticos que não falaram quais, eles cortaram as apresentações de seis cantoras: Marina Lima, Paula Toller, Adriana Calcanhotto, Mart’nália, Rosemary e a cantora lírica Celine Imbert. A atitude gerou um mal estar em todos os envolvidos no show e inclusive, no próprio Roberto Carlos, que ligou para a emissora contestando a ausência dessas divas. Antes da edição, ele mesmo havia pedido aos editores que poderia cortar as músicas que cantou solo, para não deixar ninguém de fora. Resultado: reclamação pública de Paula Toller, Marina e Rosemary!

COMENTÁRIO DE TH: Fiquei revoltado por Ivete Sangallo ter sido contemplada com duas músicas no especial, em desfavor de apresentação das ausentes. Tremendo bola-fora, dona Globo!


14) ÂNGELA RO RO DISCUTE COM CIDINHA CAMPOS NA BAND



O vídeo na íntegra encontra-se reproduzido acima. A célebre entrevista dividiu opiniões: muitos atacaram o já conhecido jeito "marrento" e forte de Angela, e outros consideravam que Cidinha Campos (deputada que a entrevistou) a todo momento tentava arrancar uma postura mais agressiva de Angela na condução da conversa. Aassistam o vídeo e tirem suas conclusões!

COMENTÁRIO DE TH: Angela estava no auge dos "escândalos" na vida particular, e a entrevista se tornou lendária. Hoje a imagem que tenho dela é bem melhor da que tinha antigamente - talvez ela tenha mesmo se tornado uma pessoa bem melhor.


15) É ISSO AÍ: DAMIEN RICE TÁ NEM AÍ!

Esse poderia facilmente constar no Bafão nº 1 dessa lista, porém fez tanto ruído que se faz oportuno destacá-lo. Em 2005, maravilhadas com a música "The Blower's Daughter", de Damien Rice, quase simultaneamente, Zélia Duncan e Ana Carolina fizeram versões em português da canção, em um acontecimento inédito na história da música brasileira. A versão de Zélia foi interpretada por Simone. A de Ana, por sua vez, constou num disco que a cantora lançou em conjunto com Seu Jorge. Houve um inevitável desconforto entre as cantoras. Zélia, por sua vez, acha que Damien Rice teve um descaso evidente por autorizar tão cegamente a utilização da música...

COMENTÁRIO DE TH: Mesmo amando Zélia, eu não gosto de nenhuma das duas versões. Para mim era uma música que não precisava mesmo ser regravada.


16) 7 ANOS DE UNIÃO...E AS MÁGOAS PERSISTEM!

Nos anos 80, Isis de Oliveira era um verdadeiro símbolo sexual, e chocou todos com uma relação estável homossexual que mantinha com a cantora Simone. A união durou 7 anos - e hoje, no ostracismo, Isis fala com muita mágoa do fato. Em entrevista recente a Joyce Pascowitch, ela comenta que tentava fazer Simone se tornar mais feminina e bonita. Reivindica o título de "personal stylist" da cantora no período em que elas estiveram juntas. O tempo com Isis foi tão cruel que, recentemente, ela foi confundida com Elke Maravilha numa festa...E qual a postura de Simone? Ignorar...da maneira mais elegante possível!

COMENTÁRIO DE TH: Simone está cada vez mais elegante em suas apresentações e fisicamente está bem bonita. Já Isis...quem?

17) SANDY...SENSACI...ANAL!

Sandy começou na cola de seu pai Xororó, ao lado do irmão Junior, conquistando o Brasil com a inocente "Maria Chiquinha". Foi rainha das músicas-tema de seriados e desenhos, e vendeu milhões como dupla-pop mais conhecida do país. Tentou êxito numa carreira internacional em 2002 mas...FAIL! Nesse tempo, já impressionava com seus dotes vocais, ganhando notoriedade em 97 ao gravar "Águas de Março", numa surpreendente interpretação. A típica boa moça então se separou do irmão, arrumou um namoro sério e lançou um disco "cult", o Manuscrito. Firmava assim a imagem de boa moça, que foi arranhada seriamente com uma infeliz declaração na revista Playboy, este ano, de que era possível ter prazer anal. Resultado: a carreira foi deflorada!

COMENTÁRIO DE TH: Prefiro não opinar...


18) O "ELBETÊ"

A MPB está repleta de histórias esquisitas, sobretudo com discos voadores. Nesse sentido, Raul Seixas foi expoente. Xororó também teve lá suas alucinações, porém nada se compara às experiências cabeludíssimas de Elba Ramalho. Tratava-se do primeiro caso de abdução de que se teve notícia na MPB. Mística desde criancinha, a cantora paraibana que passou uma época se dedicando tem à ufologia esotérica, que prega a existência de alienígenas sob o prisma da espiritualidade.

COMENTÁRIO DE TH: Elba depois processou a revista Veja por mau uso de suas declarações. Verdade ou mentira? Vai lá saber..


19) RAINHA...MAS DO LAR!

"Cely Campello quase foi parar na rua...pois esperavam mais do que um banho de lua". Rita Lee profetizou em "Arrombou a festa" e aconteceu! A então rainha do rock brasileiro, transgressora naquela época difícil, tinha tudo pra revolucionar mais do que Carmem Miranda, porém no auge resolveu abortar a carreira e virar uma pacata dona de casa. Nem rock ouvia mais: preferia Julio Iglesias!

COMENTÁRIO DE TH: Mas ainda assim a menina de biquini pequenininho de bolinha amarelinha ainda é reverenciada de maneira póstuma ao título de rainha do rock!


20) ROBERTÃO...PARA MULHERES FORA DOS PADRÕES!


Para fechar a relação, comentemos uma prática que o rei Roberto Carlos andou desenvolvendo ao longo da carreira (década de 80, mais precisamente), que foi a de fazer música para mulheres fora dos padrões. Gordinha, mulher de 40, mulher que usa óculos...eis que, aquele que pegava o calhambeque para dar uns bons pegas nos "brotinhos" passa a ser baluarte da auto-estima, garantindo assim um alcance muito maior em termos de público. Tolinho, não?


COMENTÁRIO DE TH: Roberto é café com leite. Tudo o que fala torna-se lei e ponto! #NOT



Agradecimentos: Jardel Ther, Guilherme Staush e Vitor de Oliveira

Fontes: Almanaque dos anos 80 (Luiz André Alzer e Mariana Claudino, Revista Bizz, Site Acervo do Rock, Almanaque da TV - Bia Braune /Rixa, vídeos dispostos no Youtube.


...PARA RECORDAR!

Lembra da primeira edição? A matéria ficou em primeiro lugar dos posts mais populares por muito tempo! Dá uma conferida e, de quebra, umas risadas a mais!

Acesse em

http://enthulho.blogspot.com/2010/09/lista-20-bafoes-da-musica-brasileira.html



THIAGO HENRICK

16 comentários:

  1. Muito booooooooom!
    Essas histórias são mesmo um barato! E dão aquele arzinho todo especial ao universo das estrelas da música!
    Muito boa a seleção que o senhor passou o dia todo preparando para seus leitores!
    Que o novo ano seja ótimo para o seu blogue!
    De olho no Enthulho!

    ResponderExcluir
  2. Adorei os novos bafões e amei mais ainda o novo visual! Lindo demais! MPB em festa com o EnTHulho! Parabéns, querido!

    ResponderExcluir
  3. Chegou...chegando né, TH?? O blog tá muuiiito lindoo!! E os posts como sempre, de arrasar!
    Simplesmente adorei... #prontofalei! Bjo.

    ResponderExcluir
  4. Mas como o Sr Enthulho voltou com a língua afiada, gente!!! Olha isso! Será que são os ares de São Paulo? rs Ih! Longe de mim promover discórdias em redes sociais (cala-te, boca!)

    Despejou muito bem!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom mesmo! HAHA! Adoro música e principalmente os bastidores, essa história do disco do Tom Zé sempre levanta dúvidas.

    ResponderExcluir
  6. E quem disse que artista não tem suas histórias mal/bem contadas, né, rs?

    bafão de lista... curti quero mais... sou povo e povo adora isso, rsrsrs!

    ResponderExcluir
  7. Assisti ao Mulher 80 na época, acredita? Depois vim a saber que Simone e Fafá não se bicavam, cheguei a ler declaração de Fafá falando mal de Simone e tudo. Elis era insegura com relação ao seu superlativo talento, tanto que uma vez chegou a quebrar o camarim porque achava que Bethânia estava sendo mais aplaudida que ela!
    E Ângela Ro Ro que foi parar na delegacia por ter espancado a namorada da época. Quem? Zizi Possi! E tudo isto foi capa da revista Amiga!
    Para os próximos bafões não esqueça de Baby do Brasil (quando era Consuelo) dizia que podia levantar um prédio com o poder do pensamento, mas possuía uma carreira de sucesso, depois que aceitou Jesus virou uma chata de plantão (como todos aqueles que seguem o mesmo caminho...)

    Parabéns queridão! Adorei o post!

    ResponderExcluir
  8. A Sandy é um capítulo à parte, né? hahahaha vai brilhar na retrospectiva 2011! Certeza! hahahaha mas o Tom Zé é imbatível...como não adorar esse sujeito!? carisma puro!

    ResponderExcluir
  9. Barbaridade, Menino!!! Salvou minha quinta póstuma feriado!

    Ri horrores agora!

    A capa do disco do Tom Zé, impagável! Numa entrevista, ele garante que se trata mesmo do ícone da boa excreção. Eu confio na palavra dele.
    Quanto aos outros itens, só não concordei com o que disse sobre a versão da Ana Carolina! Eu gosto muito do É ISSO AÍ...

    Elba abduzida, que massacre! Essa mulher viaja muito mesmo. Adoro demais, mas que viaja, viaja!

    Maravilhoso post!

    Beijão! Vou compartilhar no Face!

    ResponderExcluir
  10. adoreeei o blog e estou seguindo!!


    qnd tiver um tempinho, se quiser conhecer o meu serah mt bm vindo!


    grande beijo


    http://cabecafeminina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Por Marcos Vieira, via Facebook:

    "Adorei o formato e o EnTHulho tá de parabéns e felicidades...O único "senão" da matéria vaia para Gilberto Gil, pois como este era amigo de Bob Marley, com quem teve muita amizade e influência, a sua versão, na verdade é a única obra traduzida com perfeição, não sendo uma mera versão... Gil foi um dos responsévais pela influ~encia do reggae na nossa MPB."

    ResponderExcluir
  12. Mais um post q poderia virar materia de Revista,adorei!
    Ri um bocado,e concordo com a maioria,hehehe.

    ResponderExcluir
  13. Tom Zé, Tom Zé.... como assim bolinha de gude no ânus da modelo?
    HUAHUAHUHA
    eu ri muito!

    ResponderExcluir
  14. th,amei ler os seus comentários ,vá enfrente

    ResponderExcluir
  15. Ângela de Oliveira
    João Pessoa -Parahyba-Brasil

    ResponderExcluir
  16. T H voce tem talento para descrever o assunto ,o tornando interessante .Parabens .

    Ângela de Oliveira

    jornalista

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...